Previsão do Tempo

Mapa do Município

Bandeira Municipal

Histórico

A emancipação política do Município de Jacareacanga decorreu como resultado de um longo processo de mobilização dos oradores, concretizando uma antiga aspiração da comunidade que tinha um anseio muito grande no atendimento de suas necessidades básicas.

A ascensão de Jacareacanga à categoria de Município, correspondeu as expectativas de promover o desenvolvimento daquela localidade. Segundo depoimento de líderes locais, o sentimento de separação foi se tornando algo bastante visível, considerando as condições de isolamento que aquela região estava submetida e, principalmente, a ausência de administração local, fazendo crescer a insatisfação e pressão popular em busca da autonomia político-administrativa. Ressalte-se que as distâncias consideráveis em relação ao Município-Mãe (Itaituba) colocavam dificuldades na resolução dos problemas, além da interferência política desfavorável ao desenvolvimento de Jacareacanga.

O processo de emancipação contou com a participação do vereador de Itaituba Luiz Fernando Sadek dos Santos, que conjuntamente com antigos moradores, começaram a discutir amplamente a questão com vários segmentos da população, culminando com a criação da comissão pró-emancipação política do distrito municipal de Jacareacanga. Sob a presidência de Sebastião Lopes Pimenta, a referida comissão estabeleceu uma programação visando prestar esclarecimentos sobre o andamento do processo, no sentido de aprofundar uma reflexão sobre a importância da participação popular, tendo em vista o referendum (plebiscito) e, posteriormente, a escolha da representação política, através de eleições municipais.

Juntamente com a ata de criação da comissão pró-emancipação e um abaixo-assinado com 150 assinaturas de eleitores residentes na área, o Deputado Vilson Schuber dirigiu representação à Assembléia Legislativa, solicitando pedido de emancipação da vila de Jacareacanga, processando-se em seguida as formalidades legais pela Comissão de Divisão Administrativa, presidida pelo Deputado Nicias Ribeiro, também relator do processo, que ao final, julgou procedente o pleito em questão, na medida em que preenchia os requisitos exigidos pela lei, requerendo que a Assembléia Legislativa autorizasse a realização do plebiscito.

Realizado no dia 28 de abril de 1991, a manifestação popular registrou um comparecimento de mais de 70% dos eleitores aptos para votar, sendo favoráveis à emancipação 98% desse total, atendendo o dispositivo constitucional, previsto no artigo 19 da lei complementar estadual nº 001/90, de 18 de janeiro de 1990.

Através da Lei Estadual nº 5.591, de 13 de dezembro de 1991, aprovada pela Assembléia Legislativa e sancionada pelo Governador do Estado, ficou criado oficialmente o Município de Jacareacanga. No dia 3 de outubro de 1992, Rauliem de Oliveira Queiroz, foi eleito o primeiro Prefeito do Município de Jacareacanga.

Cerca de 60% do Município de Jacareacanga encontra-se delimitado por áreas indígenas, através dos grupos Sai Cinza, Mundurucânia, Kayabi e Munduruku. É importante salientar que os índios tiveram influência marcante na história do Município de Jacareacanga.

O Município de Jacareacanga possui além do distrito sede, vários núcleos populacionais de expressão: São José, Porto Rico, Sai Cinza< Mamãe Anã, São Martinho, Primavera e Missão Cururu.

Contagem da População 2007 37.073
Área da unidade territorial (km²)

53.303

 

Geografia

Clima: Equatorial superúmido

Mesorregião: Sudoeste Paraense

Microrregião: Itaituba

Altitude: 15 metros

Latitude: - 4,27611 graus e decimais de graus

Longitude: - 55,98361 graus e decimais de graus

@lvo Pesquisas

Este site utiliza Atendimento Grátis

Rua dos Pariquis 3492, sala 3
Cremação, Belém - PA - (91) 3353-8108

© Copyright 2006 - 2014

Alvo Publicidade e Marketing - todos os direitos reservados

@lvo Pesquisas

Webmaster Marcus Santos

designed by