Previsão do Tempo

Mapa do Município

Bandeira Municipal

HISTÓRICO

As origens do Município têm a ver com o Programa de Integração Nacional-PIN, instituído no ano de 1970 e implantado a partir de 1971, pelo Governo Federal.

O objetivo do PIN era o de desenvolver um grande programa de colonização dirigida na Amazônia, trazendo trabalhadores sem terra de diversos pontos do Brasil, em especial, do Nordeste

A rodovia Transamazônica se constituía no eixo ordenador de todo o Programa e, no Pará, os trechos Marabá-Altamira e Altamira-Itaituba foram objeto de planejamento e investimentos especiais.

No trecho da rodovia Transamazônica, situado entre Altamira e Itaituba, deveriam ser construídas agrovilas (conjunto de 48 ou 64 lotes urbanos, com igual número de casas, instaladas no espaço de 100 ha. Tais casas estavam destinadas aos colonos assentados no local, os quais receberam também lotes rurais, onde desenvolveriam suas atividades econômicas). Cada agrovila deveria contar com os serviços de uma escola de 1o. Grau, uma igreja ecumênica, um posto médico e, em alguns casos, um armazém para produtos agrícolas.

Também, fazia parte do programa a construção de agrópolis: reunião de agrovilas, cuja polarização se dava em torno de um núcleo de serviços urbanos. Além dos serviços da agrovila, a agrópolis teria um posto de serviços bancários, correios, telefones, escola de 2o. Grau, etc.

O objetivo da agrópolis era atender à demanda de todas as agrovilas, situadas em determinado trecho da Transamazônica. Na verdade, foram implantadas várias agrovilas, porém, apenas uma agrópolis - Brasil Novo, no Km 46 do trecho Altamira-Itaituba e, finalmente, o Programa previa a construção de Rurópolis, um conjunto de agrópolis. Na prática foi construída, apenas, uma rurópolis - a Presidente Médici, no cruzamento da Transamazônica com a Rodovia Santarém-Cuiabá.

No quilômetro 180 da rodovia, no trecho Altamira-Itaituba, no lote rural de número 10, da Gleba 07, determinado colono implantou um pequeno serviço de bar, que passou a servir de apoio à parada do ônibus e de caminhões que faziam linha ou frete, ao longo da Rodovia. A partir de então, peões que chegavam de diversas partes do Brasil desciam naquele ponto, para procurar trabalho nas atividades que requeriam seus serviços, como desmatamento, plantio, abertura de vicinais, etc. Em seguida, os dois lotes contíguos ao primeiro foram ocupados espontaneamente e novos serviços continuaram a ser prestados. Os colonos assentados nesses três lotes originais, por iniciativa própria, dividiram os mesmos em pequenas parcelas urbanas que eram vendidas e interessados em implantar novos serviços, como restaurante, pousada, posto de gasolina, etc.

Posteriormente, o próprio INCRA regularizou os posseiros em títulos de propriedade (urbana) e ordenou a destinação dos lotes, reservando áreas para escolas e outros serviços urbanos que começaram a ser demandados cada vez mais.

O desenvolvimento de Uruará se deve, principalmente, ao fato de que as terras rurais próximas ao núcleo urbano são de boa fertilidade, resultando na fixação dos colonos na área.

Atualmente, os lotes rurais das vizinhanças dos 3 lotes originais passam por um processo de urbanização, já que integram, agora, a Légua Patrimonial do Município. O INCRA e a Prefeitura Municipal de Uruará vêm desenvolvendo os trabalhos de demarcação da Légua Patrimonial, cabendo à Prefeitura definir o traçado das ruas e a destinação geral do espaço urbano de Uruará.

Com a Lei Nº 5.206, de 18 de dezembro de 1984, Uruará foi elevado à categoria de Distrito do Município de Prainha.

Em 5 de maio de 1988, no governo Hélio da Mota Gueiros, através da Lei nº 5.435 Uruará foi elevado à condição de Município. Sua instalação ocorreu no dia 1o. de janeiro de 1989, com a posse do prefeito Antônio Geraldo Lazarini, eleito no pleito de 15 de novembro de 1988.

O nome Uruará foi dado em função do rio do mesmo nome que banha o Município. É uma palavra, de origem tupi guarani, que significa “buquê de flores”, “ramalhete de flores”.

O Município é constituído somente do distrito-sede.

Contagem da População 2007 *(Decisão Judicial) 59.881
Área da unidade territorial (km²)

10.791

 

Geografia

Clima: Equatorial superúmido

Mesorregião: Sudoeste Paraense

Microrregião: Altamira

Altitude: 129 metros

Latitude: - 3,7175 graus e decimais de graus

Longitude: - 53,73667 graus e decimais de graus

@lvo Pesquisas

Este site utiliza Atendimento Grátis

Rua dos Pariquis 3492, sala 3
Cremação, Belém - PA - (91) 3353-8108

© Copyright 2006 - 2014

Alvo Publicidade e Marketing - todos os direitos reservados

@lvo Pesquisas

Webmaster Marcus Santos

designed by